Ministro do Interior do Equador propõe descriminalizar drogas

Clipadão

hempadao 5 junho, 2013

Fonte: O Globo

imageQUITO – O ministro do Interior do Equador, José Serrano, admitiu nesta segunda-feira em entrevista a uma rádio local que as atuais políticas de combate ao tráfico de drogas fracassaram e sugeriu a despenalização do consumo. Para ele, a medida significaria um duro golpe ao narcotráfico.

– A luta em nível global contra as drogas fracassou. É preciso estabelecer novas políticas públicas claras sobre o vício e depois avançar num processo de descriminalização – declarou à Rádio FM Mundo.

Não é a primeira vez que o governo de Rafael Correa se manifesta sobre o assunto e sugere uma mudança no rumo dos programas de combate ao tráfico. Na semana passada, o secretário jurídico da Presidência, Alexis Mera, afirmou que “a repressão absoluta não funciona”:

– Tem que se discutir em nível de cadeias de comercialização de certos estupefacientes, como a maconha.

Em abril do ano passado, Correa manifestou apoio quando o presidente da Guatemala, Otto Pérez Molina, propôs legalizar a produção, transporte e distribuição como forma de acabar com os cartéis da droga no país.

Considerado um país de trânsito das drogas procedentes de Peru e Colômbia rumo aos Estados Unidos e Europa, o Equador apreendeu somente nos primeiros meses deste ano cerca de 19 toneladas de drogas, principalmente cocaína. Em todo o ano de 2012, foram 42 toneladas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina