Médico da CNN Reconhece o Erro da Proibição da Maconha!

Chapa2

hempadao 13 agosto, 2013

Nunca é tarde para um proibicionista reconhecer que a proibição da maconha é uma desgraça e mudar de ideia. O surto de bom senso que já pegou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso agora atingiu o respeitado neurocirurgião Sanjay Gupta, que é correspondente médico da CNN.

Em artigo publicado na semana passada Sanjay Gupta pediu desculpas por desconsiderar o potencial medicinal da maconha e por exagerar nas críticas ao uso da erva.

"Ela não apresenta grande potencial de abuso, e há aplicações médicas muito legítimas. Na verdade, há casos em que a marijuana é a única coisa que funciona. Temos sido terrivelmente enganados por 70 anos nos Estados Unidos, e peço perdão por ter feito parte disso", escreveu Sanjay Gupta.

O médico mudou de ideia durante a gravação do documentário Weed, quando descobriu que a quase todas as pesquisas com maconha (94%) são utilizadas para estudar os malefícios da cannabis e apenas 6% para investigar o potencial terapêutico.

"Estive com outros pacientes como Charlotte, passei tempo com eles e descobri que é irresponsável não prover o melhor cuidado que podemos como comunidade médica, um cuidado que poderia envolver a marijuana."

Sanjay Gupta também criticou velhos mitos, como o da maconha ser porta de entrada para outras drogas e destacou a baixa letalidade da erva quando comparada com outras drogas. "O mais assustador para mim é que a cada 19 minutos alguém morre nos Estados por overdose com uma droga receitada, a maior parte acidentalmente. A cada 19 minutos. É uma estatística horripilante. Até onde estudei, não consegui encontrar um caso documentado de morte por overdose de marijuana" declarou Sanjay.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina