Maconha ajuda criança de 9 anos a falar suas primeira palavras! [Shaurea Worldwide #5]

WAW

hempadao 20 dezembro, 2015

traduzido e adaptado por Bruno Parisotto

A nova onda de produtos que contêm fortes níveis de CBD começa a tomar força no mundo alternativa da medicação. Pessoas estão naturalmente usando o canabinóide CBD para tratar uma variedade de doenças crônicas como autismo e a síndrome de Dravet.

image

Uma dessas histórias do CBD sendo o catalisador para mudar é de Kalel Santiago. Um garoto de 9 anos de Porto Rico que sofre de autismo não-verbal.

 

Kalel foi diagnosticado com uma forma rara de câncer na infância, neuroblastoma, com apenas 10 meses de idade. Neuroblastoma ataca as células nervosas chamadas “neuroblastos” que são responsáveis por ajudar a função do sistema nervoso simpático. O sistema nervoso simpático é responsável pelo pensamento, sensação, movimento e entre outras coisas. Há pelo menos vinte mil casos desta forma de câncer registrados anualmente.

Com 3 anos, Kalel bateu o câncer que atacava o seu sistema nervoso. Mas outro problema surgiu, ele foi diagnosticado com autismo não-verbal.

“Enquanto ele estava no hospital, percebemos que ele não falava e algo com seu comportamento não estava certo, se agitava, andando na ponta dos pés,” disse o pai, Abiel Gomez Santiago. “Mas esperamos até que ele tivesse três anos e estivesse livre do câncer para olhar o seu comportamento.” 

Seus pais estavam desesperados para achar uma maneira de ajudar seu filho a superar os sintomas do autismo. Eles frequentaram aulas para educa-los sobre possíveis tratamentos, se juntaram a grupos de apoio, matricularam o Kalel em seminários e sessões especiais de terapia. Eventualmente descobriram uma forma única de terapia de surf perto da sua casa em Aguada, Porto Rico.

A terapia de surf certamente envolveu a família Santiago mas um arrecadador de fundos April que os apresentou a uma empresa de terapia com CBD. A família recebeu uma pequena garrafa com óleo de maconha que é rico em CBD, e começou a dar para o Kalel duas vezes por dia como o recomendado. Milagrosamente dois dias depois, ele começou a falar, um feito que para seus pais que era incerto que um  dia ele iria conseguir.

“Ele nos surpreendeu na escola dizendo as vogais, A-E-I-O-U. Foi a primeira vez,” diz Abiel. “Você não pode imaginar a emoção que tivemos, ouvindo a voz de Kalel falando pela primeira vez. Foi incrível”.

Fabricantes do Óleo de Maconha

Kalel foi gravado pelo seu professor na aula, e progresso foi mostrado para seus pais. Eles perceberam que a única coisa que estavam fazendo diferente era dar ao seu filho o óleo de maconha rico em CBD. Hemp Health Inc, uma empresa com sede na California, produz fabrica o óleo que a família Santiago da ao seu filho.

A evidência anedótica de que o CBD é uma forma segura e eficaz de tratamento para essas doenças estão em grande quantidade. No entanto, a agência reguladora de medicamentos do E.U.A. (FDA) não aprovou o CBD como medicamento nem permite empresas que fabricam para comercializá-los como suplementos alimentares. Embora o Governo Federal reconheça a distinção entre cânhamo industrial e a maconha (cânhamo industrial contêm menos de 0,3% de THC) ele não vai se aproximar da qualidade medicinal de produtos com base da maconha. De fato, o FDA emitiu avisos as empresas que fizeram reivindicações médicas não substanciadas sobre seus produtos com CBD, requerem essas empresas a alterar seu material no mercado ou correm o risco de serem fechadas.

CW Botanicals, uma empresa que faz óleo de maconha rico em CBD a partir da propriedade estirpe (strain) da Charlotte’s Web, é outra empresa que tem ajudado crianças como Kalel. De fato, a empresa foi nomeada por causa de Charlotte Figi, que tem síndrome de Dravet, uma forma grave de epilepsia refratária. Com ajuda dos médicos e cultivadores de maconha medicinal no Colorado, a mãe de Charlotte começou o tratamento da filha com CBD extraído basicamente da própria casa. Eles descobriram que quando usado 3 para 4 miligramas de óleo de CBD por libra (0.45kg) efetivamente eliminaram as crises graves que Charlotte tinha todos os dias. 

Crianças como Kalel Santiago e Charllote Figi não estão sozinhas na luta para liver normal e com saúde através do CBD. Embora o CBD seja derivado da maconha (cannabis Sativa), assim contendo THC, ele não deixa as crianças “chapadas” como muitos acham. O CBD interage com o sistema endocanabinóide humano para desacelerar as atividades do cérebro, isso permite o sistema nervoso de quem consome funcionar sem “falhas”.

O FDA parece estar pronto para tomar uma decisão favorável para a eficácia do CBD como um medicamento mas críticos estão preocupados que a aprovação possa colocar a fabricação do CBD nas mãos das empresas farmacêuticas cuja motivação é sempre o todo-poderoso dólar. Isso nos traz de volta o velho argumento, deveria uma planta, que cresce naturalmente e ajuda as pessoas terapeuticamente e clinicamente, ser controlada pelo governo e as grandes corporações?

O que você acha do papel do CBD como tratamento médico?

Reportagem por Lane Radbill, http://www.TheStonersCookbook.com

Post: http://www.thestonerscookbook.com/2015/12/18/cannabis-helps-9-year-old-boy-speak-first-words/



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina