Legalização pode Naufragar no Uruguai!

WeedNews

hempadao 27 outubro, 2014

Quando o assunto é maconha pouco importa se o novo presidente será Aécio ou Dilma. Com eles a nossa erva vai continuar na ilegalidade e a principal palavra da política de drogas brasileira vai continuar sendo a repressão.

Onde tudo pode mudar é nosso vizinho Uruguai, que também esta escolhendo um novo presidente da República neste domingo. Lá não existe reeleição e o presidente Mujica apoia o candidato Tabaré Vázquez contra o liberal conservador Luis Lacalle Pou. As pesquisas indicam uma vantagem de Vázquez, mas o novo presidente só deve ser escolhido no segundo turno, previsto para 30 de novembro.

Caso Luis Lacalle seja eleito o modelo de legalização adotado por nosso vizinho corre sério risco de ser alterado. Em entrevista ao jornal El País, Lacalle prometeu alterar alguns artigo da lei, mas deve manter o cultivo caseiro para uso pessoal.

"Na lei da maconha, vamos revogar muitos artigos, exceto o auto cultivo. Não vou revogar o que propus e votei. Primeiro, esta lei não será aplicada; há dificuldades enormes, as farmácias não querem vendê-la, não querem se registrar. Sou a favor do auto cultivo, de que se retroceda na regulamentação e do autocontrole da substância," disse o candidato.

Além de ser um prejuízo para o Uruguai, a mudança na lei canábica também pode ser muito ruim para os sonhos dos antiproibicionistas brasileiros. Afinal, vamos perder o exemplo de sucesso da lei uruguaia para fortalecer a luta pela legalização por aqui. Por isso adotamos a campanha: se você é uruguaio, vote Tabaré Vázquez!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina