Legalização? Até 2018, nem pensar!

Hemportagem

hempadao 15 janeiro, 2015

Na política de drogas é melhor não esperar nada do governo Dilma que começou no primeiro dia deste mês. A composição dos ministérios já demonstra um compromisso deste com setores conservadores e qualquer avanço progressista (descriminalização ou legalização) está fora dos planos dos petistas.

Em entrevista ao jornal O Globo, o ministro da justiça, José Eduardo Cardozo, declarou que "não está em pauta a liberação de drogas". Os projetos de lei apresentados pelos deputados Jean Wyllys (PSOL-RJ) e Eurico Júnior (PV-RJ) dificilmente serão aprovados com com este Congresso lotado de conservadores que defendem a guerra às drogas.

Para Cardozo, a superlotação dos presídios pode ser resolvida com abertura de novas vagas e a aplicação de medidas cautelares como monitoramento eletrônico e aplicação de penas alternativas.

Se você acha esse cenário ruim é bom saber que ele pode piorar com uma eventual aprovação do PLC 37/2013, do deputado Osmar Terra (PMDB-RS), que coloca as internações compulsórias de usuários de drogas como ação prioritária na política de drogas nacional. O projeto está em tramitação no Senado Federal, mas deve ser votado novamente na Câmara pois sofreu algumas alterações. E conta com razoável apoio dos parlamentares.

Pessimistas dirão que o cenário é perigoso e assustador. O pior é que eles estão certos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina