Justiça manda Anvisa liberar remédio com substância da maconha para moradora de BH

Clipadão

hempadao 27 agosto, 2014

Fonte: Folha de São Paulo

Uma moradora de Belo Horizonte pode ser a primeira paciente do Brasil a conseguir importar medicamento à base de THC, principal componente ativo da maconha. O tetraidrocanabinol faz parte da lista de substâncias proibidas no país pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A compra de remédios com canabidiol, outro componente da erva, já tem sido autorizada.

 

PROIBIDO 2
A estudante Juliana de Paolinelli Novaes, 35, obteve decisão do Tribunal de Justiça de Minas que obriga a Anvisa a autorizar a compra do Sativex. O remédio, aprovado em 11 países, será para tratar dores crônicas e espasmos causados por um problema na coluna. A mineira aparece no documentário "Dor", dirigido por Tarso Araujo e Raphael Erichsen e disponível no YouTube.

PROIBIDO 3
A Anvisa informa que não foi notificada da ação e que esse é o primeiro caso de pedido de importação de THC. Segundo o órgão, a solicitação pode ser feita sem medida judicial, como também ocorre com o canabidiol. "É difícil na prática. Empresas se recusam a importar, alegando a proibição do composto", diz a estudante.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina