Indicado para Ministro do Desenvolvimento Social é contra liberação da Maconha

Clipadão

hempadao 12 maio, 2016

Escolhido para comandar o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) no governo Michel Temer, o deputado federal Osmar Terra (PMDB-RS) é ferrenho opositor da descriminalização do consumo pessoal da maconha. Médico, o parlamentar é autor do projeto de lei que modifica o Sistema Nacional de Políticas sobre Drogas e prevê, por exemplo, a internação compulsória, por determinação judicial, de dependentes de substâncias ilícitas.

Fonte: Valor Econômico

A proposta, que está em tramitação no Senado, estabelece uma repressão mais dura contra as drogas mais pesadas. De acordo com o projeto, um traficante de “crack” teria a pena aumentada de um sexto a dois terços. O deputado também é contra a descriminalização do uso individual da maconha porque afirma que a substância cria dependência química em metade dos jovens que a consomem.

Em 2013, Terra propôs na Câmara o envio de uma “moção de preocupação e contrariedade” ao então presidente do Uruguai, José Mujica, pela aprovação de uma lei que regulamenta a produção, venda e consumo da maconha no país. O pedido foi arquivado.

Ele ainda é contra a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, mas defende a aplicação de penas mais rígidas para adolescentes infratores. Hoje o ECA prevê uma internação máxima de três anos. Junto com outros deputados federais como Jair Bolsonaro (PP-RJ), José Otávio Germano (PP-RS) e João Derly (Rede-RS), também assinou um projeto que está em tramitação e extingue o regime semiaberto nas penas de prisão.

Terra é ainda um dos autores da lei 13.257, sancionada em março pela presidente Dilma Rousseff. A norma acrescenta ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) a obrigatoriedade da criação de políticas públicas para a saúde, alimentação, educação e proteção contra a violência durante a primeira infância, considerada como até a idade de seis anos completos.

O parlamentar de 66 anos está em seu quinto mandato na Câmara e é próximo dos também deputados federais Eliseu Padilha, futuro ministro da Casa Civil no governo Temer, e Darcísio Peroni, ambos, assim como ele, do PMDB gaúcho. Ele foi secretário da Saúde do Rio Grande do Sul durante os governos de Germano Rigotto, do PMDB (2003-2006) e de Yeda Crusius, do PSDB (2007-2010). De 1993 a 1996 foi prefeito de Santa Rosa, sua cidade natal, no noroeste do Rio Grande do Sul.

Na gestão de Terra, o MDS deve incorporar o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Na semana passada, o futuro ministro criticou as afirmações presidente Dilma Rousseff de que o PMDB vai reduzir o repasse de recursos para programas sociais como o Bolsa Família e disse que ela pensa sobre um “universo imaginário onde seu governo é perfeito e seu partido [PT] é o único que se preocupa com os pobres”.



11 respostas para “Indicado para Ministro do Desenvolvimento Social é contra liberação da Maconha”

  1. Diogo disse:

    O golpe foi dado . agora e lula na cadeia kkkkkkkkkkkkkkk.

  2. Diogo disse:

    os q vota no pt e acha q ta ruin agora vai pra venesuela disgraça.

  3. BabaBaby disse:

    Os coxinhas estão a solta!

  4. Alexandre disse:

    Duro dizer mas è um Pais de Merda esse brasil, só aqui somos os atrasados, somos enormes e retrógrados.

  5. BabaBaby disse:

    Parabéns à classe média que caiu no conto da direita, novamente. Quero ver onde isso vai parar. O ajuste fiscal vem aí. Sabe o que isso significa? Que vão cortar toda parte que hoje, você, de classe média, utiliza às custas do Estado. Como a universidade pública por exemplo. Sabiam que dentro em breve você vai pagar mensalidade? E bem feito, porque é vergonhoso que num país que ainda tem um monte de esfomeado, um playboy estude de graça, coma no bandejão subsidiado, tenha vale transporte estudantil, dentre outros benefícios. E sua avó, aposentada? Sabia que daqui há pouco vão reajustar o benefício dela abaixo da inflação, até que a aposentadoria dela valha tão pouco que não vai dar mais para contribuir com as prestações do seu carro? Então. Não morro de amores pela esquerda, mas se você não é da nobreza, ser de esquerda é fundamental.
    Abraços!

  6. Diego RD disse:

    Hummmm . Temer e a favor iiiii ele q manda…. Massss antes a economia e a prioridade . Devemos sempre acreditar na legalização e não é hum ministro qualquer q vai nos tirar essa liberdade de pensamento para legalização . Boas ondas

  7. nETO disse:

    pau no cu do caralho!

    • Diego rd disse:

      neto sera q vc nao q tirar sua mae do brega . manda ela ir trabalhar . q agora ela vai arrumar trabalho. e vc parar de da o seu cusinho.

  8. Papito disse:

    Tamo na Merd… com esse TREVAS

  9. Nessa disse:

    Tenso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina