Governo de Israel começa a debater descriminalização da maconha

Clipadão

hempadao 28 janeiro, 2017

Segundo o ministro de segurança pública, país pretende descriminalizar o uso de maconha adotando política semelhante às de alguns Estados nos EUA e em certos países na Europa.

Fonte: Folha de S. Paulo

O ministro da Segurança Pública de Israel, Gilad Erdan, disse nesta quinta-feira (26) que o país pretende descriminalizar o uso de maconha, adotando política semelhante à adotada em alguns Estados nos EUA e em certos países na Europa.

Segundo o ministro, a nova medida entraria em vigor três meses depois de ser aprovada pelo governo. A partir de então, pessoas flagradas fumando maconha seriam multadas em vez de serem detidas e julgadas. Procedimentos criminais seriam usados em casos excepcionais.

“A polícia poderá redirecionar seus recursos (…) de usuários que cumpram as normas e concentrar-se em drogas mais pesadas”, disse Erdan em entrevista coletiva em Tel Aviv.

O uso da maconha é comum em Israel. Segundo a Agência das Nações Unidas para Drogas e Criminalidade, quase 9% dos israelenses fumam a erva.

Dados do Ministério da Segurança Pública apontam que a execução da lei contra usuários de maconha caiu em 30% desde 2010 no país.

Israel é um dos líderes mundiais em pesquisas com maconha medicinal, e cerca de 10 mil pessoas têm licença para usar a droga para fins médicos no país.



2 respostas para “Governo de Israel começa a debater descriminalização da maconha”

  1. SHARKDIVER disse:

    e o Brasil descendo a ladeira, mas tamo aí mandando brasa.

  2. Josué S Mendes disse:

    Multa ao invés de prisão já é um avanço , mas o certo era não existir nem multa nem prisão !!!

Deixe uma resposta para SHARKDIVER Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina