Forças Armadas de Israel relaxam punições em relação à Maconha!

WAW

hempadao 6 janeiro, 2017

Forças armadas de Israel vão relaxar suas ações disciplinares contra soldados acusados de consumir cannabis durante a licença, afirmou um General na última quarta-feira. Soldados que infringirem a lei não serão mais condenados nem receberão penas de prisão de até 2 meses, disse o reservista Major General Danny Efroni, o ex-Procurador-geral Militar chefe da Força de Defesa de Israel.

A reforma não vai se aplicar a soldados que consumirem a cannabis em serviço. Dentro das mudanças, os soldados em que for descoberto o uso da cannabis terão que concordar em passar por testes regulares para mostrar que estão parando o consumo.

“Estamos oferecendo aos soldados a chance de continuar seu serviço normalmente e não serem presos ou impedidos por um crime em sua vida civil,” afirmou Efroni.

Ele também disse que as investigações atuais irão continuar apesar do relaxamento em relação à cannabis.

“Estamos falando de delitos com drogas leves e usos em circunstâncias civis. Mas a investigação vai continuar e se tivermos todo material e evidências para arquivar uma acusação, faremos isso.”

A cannabis medicinal atualmente é legal em Israel. De acordo com o jornal Times of Israel, 128 soldados foram acusados pelo uso de narcóticos no ano passado. No entanto, esse número não especifica a substância.

Israel não está sozinho em facilitar sua posição em relação à cannabis para soldados e veteranos. Muitos grupos nos EUA estão buscando os benefícios de usar a cannabis para tratar sintomas de stress pós-traumático (PTSD) que são severos e atrapalham a vida. Na última primavera (por lá), o DEA permitiu o primeiro estudo sobre os efeitos da cannabis em veteranos com PTSD. A pesquisa está sendo feita na University of Arizona College of Medicine por Dr. Sue Sisley.

Uma das maiores organizações de veteranos do país, a American Legion, também está lutando para o uso entre os veteranos militares americanos. O grupo se encontrou com a equipe do presidente eleito Donald Trump no mês passado para discutir a necessidade de um congresso para reclassificar a cannabis em benefício dos soldados da nação.

Durante o encontro com a equipe de Trump, a Legion chamou a atenção da administração vindoura para priorizar “o apoio de pesquisa relacionada aos impactos da maconha medicinal e a reclassificação da cannabis pelo DEA de Schedule I para Schedule III.”

Leia o original AQUI



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina