Federal contra Flores do Cultivo Medicinal

Hemportagem

hempadao 6 fevereiro, 2015

Esta quinta-feira não foi um dia feliz para quem luta pela legalização da maconha. O ativista Flávio Dilan, o Cabelo do Growroom, foi preso por plantar 39 pés maconha em casa, em Petrópolis (RJ).pf-cabelo (1)

Cabelo é ativista da legalização de longa data. Em 2008, quando a Marcha da Maconha era alvo de proibições, ele foi detido com outros 4 ativistas por distribuir panfletos de divulgação da Marcha na porta de uma boate no Rio de Janeiro. A polícia enquadrou todos por apologia ao crime, mas depois o processo foi arquivado.

Atualmente, o amigo sofre de epilepsia e utilizava maconha de forma medicinal. Infelizmente os agentes da polícia federal não aceitaram o argumento do cultivador e ainda tentaram associar Cabelo a uma suposta "quadrilha de traficantes de classe média do Rio de Janeiro".

O caso está sendo acompanhado por advogados do Growroom, mas atualmente Cabelo continua preso, aumentando a estatística de uma guerra estúpida e impedido de usar maconha como medicamento.

Além dele pelo menos mais nove pessoas também foram detidas na cidade do Rio de Janeiro. A ofensiva contra cultivadores nos faz pensar contra quem está a polícia brasileira.

#liberdadecabelo



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina