Ex-comandante das UPPs defende Regulamentação da Maconha!

WeedNews

hempadao 3 setembro, 2017

O Brasil, especialmente o povo do Rio de Janeiro, está assistindo ao fim do conto de fadas das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Vendida por governantes (que agora estão na cadeia) como solução para o crime nas favelas, o projeto jamais conseguiu inibir o tráfico de drogas e agora sofre um processo de desmonte, com o descrédito da população e até dos próprios policiais.

Mas é evidente que a polícia sabia que era impossível acabar com o tráfico de drogas. Bastava olhar para qualquer experiência de guerra às drogas no mundo para perceber que a repressão vai fracassar sempre.

Em declaração recente, o coronel da Polícia Militar Robson Rodrigues, ex-comandante das unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) e pesquisador da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), defendeu a regulamentação da maconha para que polícia fique livre para se concentrar em outros crimes, como homicídios e contrabando de armas.

“Nós estamos nessa guerra, matando e morrendo por quantidades ínfimas de maconha. Isso gera muitos debates acalorados, mas por questões práticas e pelas evidências científicas, pelo esgotamento das polícias – que envolvem mais de 80% das suas energias nesse tipo de criminalidade –, pelo menos nós temos que pensar, de uma forma racional, para achar um denominador comum,” declarou.

O Coronel também comentou sobre o absurdo aumento no número de encarcerados por tráfico de drogas. “A cilada da guerra das drogas levou para o sistema prisional 25% dos homens presos e 63% das mulheres. Até 2006, a maior parte era apreendida com usuário, mas passou a ser enquadrado como tráfico depois da nova Lei de Drogas. A legislação é ambígua e deixa para interpretação do policial,” disse o coronel Robson Rodrigues.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina