Entrevista com o Planta na Mente — Bloco de rua canábico da cidade do Rio de Janeiro!

Chapa2

hempadao 5 janeiro, 2018

Como surgiu o bloco?

A premissa era que existiam diversos blocos que criticavam, de forma irreverente, a situação politica e social da cidade do Rio de Janeiro. Por que não um que falasse sobre a maconha? Daí, em 2010, juntou-se um grupo de amigos que correu atrás de um mestre de bateria, músicos e pronto! Com seis meses de ensaio o Planta na Mente desfilou no carnaval de 2011 com 20 músicos, agregando em seu primeiro desfile cerca de 1000 pessoas.

por S. M. Hermes

Qual é o objetivo do Planta na Mente?

O objetivo é ampliar o debate, levar o tema da maconha para as ruas aproximando usuários e não usuários. Construir um espaço seguro para o debate e para a manifestação de ideias. Desmistificar e derrubar certos tabus e mitos sobre os diversos usos da maconha.

Falar da luta pela legalização da maconha de forma lúdica e irreverente. É uma forma bastante eficaz de passar a mensagem da legalização e conquistar o interlocutor. Muita gente que não fuma maconha vê nosso bloco na rua, ouve nossas músicas e se diverte, passa a enxergar a questão de outra forma.

Quais são as regras do rolê?

É proibido proibir! Entendemos o Planta na Mente como um elemento vivo, em constante construção. O foco é a luta contra a proibição. A cada ano novos integrantes somam-se a este movimento. Nossas oficinas agregam músicos iniciantes e ritmistas interessados na aprendizagem e no desejo coletivo da legalização. Atualmente, o bloco é composto por 30 músicos ativistas contrários à Guerra às Drogas.

Tal modelo de ação em segurança é um projeto falido que funciona somente a serviço da criminalização da população negra e pobre das periferias brasileiras. Não precisa ser usuário para fazer parte! Diversos integrantes nesses sete anos não fazem uso da Cannabis mas compartilham da mesma opinião: Chega de guerra aos pobres!

Quais são as maiores satisfações e problemas enfrentados pelo bloco?

Estar no calendário oficial do carnaval carioca pra nós é mais que uma satisfação. Levantar essa bandeira no carnaval de rua é uma conquista! Foram pelo menos três anos de tentativas frustradas da prefeitura em acabar com nosso desfile.

Somos um dos maiores eventos canábicos do país! Em 2017 levamos aproximadamente 40 mil foliões em desfile, saindo Arcos da Lapa em direção à Praça Tiradentes. A maconha tá presente no carnaval do Rio, sendo fumada, debatida, cantada e celebrada.

Para o Bloco Planta na Mente o Carnaval por si só já é um ato político, pois, ao longo da história do Brasil, foram inúmeras às vezes em que o carnaval foi uma expressão popular de resistência. Em especial no Rio, o carnaval como conhecemos surgiu como um momento de afirmação da comunidade afro-brasileira numa época em que o samba era visto como o ritmo essencialmente brasileiro e considerado marginal pelas autoridades.

Depois, em inúmeras ocasiões, os sambas-enredo trataram de temas políticos, como o desfile da Beija-Flor de 1989 — “Ratos e Urubus, Larguem Minha Fantasia” — e o da Vila Isabel, em 1988 — “Kizomba, Festa da Raça”. Nos blocos de rua, os temas da política nacional e do cotidiano são tratados de forma lúdica. Saddam Hussein, Osama Bin Laden, George W. Bush, Lula, Fernando Henrique Cardoso, o Papa. As personalidades de destaque no ano anterior sempre ganham espaço nos sambas de blocos tradicionais como Suvaco de Cristo, Simpatia É Quase Amor, Barbas, Banda de Ipanema, entre outros.

Todo bloco carnavalesco enfrenta quase sempre a mesma dificuldade: custo. Manutenção das peças de uma bateria, aluguel de carro de som, transporte instrumentos, etc. O bloco funciona basicamente com autofinanciamento. Os músicos iniciantes que vêm aprendem nas oficinas contribuem mensalmente com o bloco para desenvolvermos produtos. Fazemos camisas, chaveiros, copos e investimos também na venda de bebidas durante os ensaios abertos, que acontecem no início do ano até o carnaval.

Em 2018 lançaremos ainda uma campanha de financiamento coletivo e uma chamada pública pra galera que quer ajudar o bloco durante o desfile de carnaval. Os “Amigos do Planta” vão levar como recompensa alguns de nossos produtos e lugar privilegiado pra curtir nosso desfile.

Fiquem atentos em http://www.facebook.com/plantanamente/



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina