Entidades médicas, científicas e da sociedade civil apoiam o debate sobre regulamentação da maconha no Brasil

Clipadão

hempadao 11 abril, 2014

Fonte: O Esquema

image

Dia 09/04, representantes da Rede Pense Livre, de organizações médicas, científicas e da sociedade civil entregaram ao senador Cristovam Buarque (PDT/DF) uma nota de apoio à sugestão de projeto n° 8 de 2014, proposta de iniciativa popular – do qual o senador será o relator – para a regularização do uso da maconha no Brasil. Além disso, a nota levanta pontos essenciais ao debate da questão, relativos às consequências do uso da cannabis e aos seus efeitos terapêuticos.

“O debate em torno da regulamentação do uso da maconha no Brasil chegou ao Congresso Nacional. No Senado Federal o tema surgiu por recomendação popular que obteve o apoio de 20 mil assinaturas. Na Câmara dos Deputados, o tema surgiu por meio de dois projetos de lei – 7187/2014 e o 7270/2014 – que propõem a regulamentação da produção, comércio e consumo da maconha. As propostas seguem as mudanças no status legal da Cannabis feitas nos Estados Unidos e no Uruguai e se baseiam em evidências de que a criminalização do uso da maconha é danosa tanto do ponto de vista social e da saúde quanto para o progresso científico e para a economia. O próprio organismo das Nações Unidas para o controle de drogas, UNODC, aponta que a criminalização é o caminho menos produtivo e eficiente para lidar com uma questão de saúde pública. Diante dos problemas agravados pelas políticas de repressão às drogas, é urgente que o Brasil faça um debate amplo, baseado nas evidências mais recentes produzidas por pesquisas científicas e em experiências exitosas no tratamento da questão. Com intuito de fortalecer e contribuir com o debate público, as entidades e profissionais abaixo assinadas vêm a público apoiar o debate e esclarecer alguns mitos recorrentes no debate.”

Acesse a nota na íntegra: Entidades médicas, científicas e da sociedade civil apoiam o debate sobre regulamentação da maconha no Brasil

Clique aqui para baixar as referências bibliográficas da nota



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina