Enfim, um Cultivador ouviu a sentença “inocente”!

WeedNews

hempadao 30 março, 2015

Em muitos casos a justiça tarda e falha. Prova disso é que muitos cultivadores de maconha presos no início deste ano ainda continuam atrás das grades, com todos os pedidos de liberdade negados. Mas em caso recente, um jardineiro conseguiu se livrar do processo.

Acusado de tráfico de drogas, um médico de Santos (SP) teve a acusação desclassificada para cultivo para uso próprio pela juíza Silvana Amneris Rôlo Pereira Borges, da 6ª Vara Criminal de Santos. “Não se tem prova capaz de indicar que o acusado praticasse o tráfico de drogas ou que o estupefaciente cultivado em sua residência objetivasse essa finalidade, restando demonstrado, ao contrário, que a maconha seria consumida pelo réu”, destacou a juíza.

A decisão é definitiva, porque as partes não recorrerão. A tese desclassificatória foi sustentada pelo advogado Marcelo Cruz desde o início do processo e o próprio Ministério Público (MP), em suas alegações finais, a considerou adequada para o caso.

O médico teve a plantação caseira descoberta em 9 de novembro de 2012, quando policiais acharam cinco pés de maconha e uma pequena quantidade de erva colhida. Acusado de tráfico de drogas, ele chegou a ficar três dias na cadeia, mas conseguiu a liberdade provisória até o julgamento.

O cultivo proibido também foi responsável pela abertura de um processo administrativo no Conselho Regional de Medicina (CRM), mas o médico foi absolvido. Agora, ele pode seguir a vida livre de uma ficha criminal suja!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina