Dúvidas dos Leitores no #CultivoVital!

Cultivo Vital

hempadao 31 maio, 2015

por Sergio Vidal Sergio Vidal, Presidente da Associação Multidisciplinar de Estudos sobre Maconha Medicinal
e autor do livro "Cannabis Medicinal introdução ao cultivo indoor"

Essa semana vamos responder a uma dúvida do leitor que mandou uma mensagem bem completa e enviou umas fotos do seu cultivo para nós. Para saber mais sobre esse e outros temas, conheça o livro Cannabis Medicinal Introdução ao cultivo Indoor. Também é importante consultar os artigos anteriores, que tratam de diversos temas relacionadas com dúvidas de cultivo e outros temas. Vamos à mensagem:

"Olá galera do Hempadão! Primeiramente gostaria de parabenizar o trabalho de vocês, que tem ajudado muitas pessoas assim como eu (cultivadores iniciantes).

Bom, tenho tentado cultivar a muito tempo, sempre pesquisando muito antes de qualquer ato e, pela dificuldade de encontrar/comprar sementes importadas, sempre cultivei as plantas oriundas de prensados. A planta que tenho hoje teve um crescimento muito rápido, quando ela tinha uns 2 meses fiz a poda do topo (fazendo surgir uma bifurcação no galho principal e desenvolvendo mais rapidamente os galhos laterais) de modo que hoje, com aproximadamente 6 meses de vida, ela ficou com 1,90 m de altura, com muitas ramificações.

Durante toda fase de crescimento, utilizamos fertilizantes comuns encontrados em qualquer casa de agricultor (NPK 10-10-15, sal amargo (magnésio) e calcário), pela falta de espaço em casa ela toma sol durante toda manha e parte da tarde, totalizando cerca de 9 horas diretas no sol. Inclusive durante um período (depois foi retirado) eu tive uma planta macho que estava ao lado dessa, e a planta começou a dar botões com sementes, estas que já foram recolhidas e plantadas, surgindo novas mudas.

Nesse momento percebo que ela começa a florescer, porém é nessa fase que começou surgir dúvidas…

1. A planta está desenvolvendo de modo desigual, um lado dela está começando a florescer (alguns galhos estão recheados), mas o outro lado está completamente sem nada, como se ainda estivesse em fase de crescimento. Não sei se tem sentido, mas o lado em que parece estar florescendo mais rapidamente, é o mesmo que estava mais próximo da planta macho, e também é o mesmo lado onde apareceram mais sementes nos galhos (praticamente 1 lado da planta deu semente e o outro não!).

2. Neste período, mantive a alimentação dela com magnésio e calcário, mas mudei a concentração de NPK do fertilizante para 10-30-15. Só que, as folhas de 3 pontas começaram a nascerem murchas, e isso me causou estranheza.

3. Outro fato é que, amigos que viram a planta, me disseram que a planta está dando flores muito finas, e que posso perder muito a produção. Gostaria de saber o que é necessário para que ela floresça e dê uma produção mais satisfatória?

Por fim, envio algumas fotos da planta, observem as folhas de 3 pontas (img1), a desigualdade do desenvolvimento, pois um dos lados estão como esse galho (img3) e a espessura das pequenas flores que estão nascendo (img7). A img9 é uma foto de cima. Espero que possam me ajudar! Agradeço desde já.
Abraço a todos do Hempadão! Laricas de informação! 😀
"

Obrigado por enviar sua mensagem e por dar detalhes do cultivo. Sempre que enviarem as mensagens é bom que elas tenham muitos detalhes, para facilitar o diagnóstico da situação e poder sugerir as melhores medidas para cada caso.

No seu caso específico, alguns fatores são importantes de pontuar antes de sugerir alguma coisa:

1) Seja usando sementes de prensado ou de bancos especializados é importante fazer seleção. Usar muitas sementes e escolher a melhor entre todas as plantas, para só utilizar ela em suas colheitas. O ideal é sempre utilizar clones, para garantir que sua planta será idêntica à planta da qual a muda foi retirada. Mas antes de saber qual será sua planta eleita como planta-mãe, aquela da qual você sempre irá retirar os clones. Esses clones precisam ser retirados antes da planta amadurecer. Ou seja, você tira cópia de todas as plantas, mas só após colher as plantas matrizes é que você poderá eleger qual a melhor genética que tem no jardim. Para saber mais sobre o processo de clonagem consulte os artigos sugeridos:

http://hempadao.blogspot.com.br/2012/03/qual-o-momento-certo-para-tirar-clones.html

http://hempadao.com/pt/infumacao/91-cultivo-vital/1431-clonagem-perpetuando-a-colheita-perfeita.html

2) Infelizmente a planta foi polinizada. Isso é uma pena. Pode parecer bom ter muitas sementes, mas quantidade de sementes não é garantia de qualidade genética. O importante mesmo é você colocar uma quantidade e escolher a melhor planta de todas e só usar clones dela. Quando uma planta é polinizada ela acelera sua maturação. Ela vai amadurecer mais rápido do que se não tivesse sido polinizada. Agora, ela é uma planta dupla. Parte dela está produzindo sementes, focando na gestação, em jogar energia para isso. E a outra parte foca em produzir mais flores. Porém, a parte que foca em produzir flores está prejudicada, pois a planta entende que já foi polinizada em parte e que o foco do trabalho é produzir as sementes já garantidas, para que possa assegurar a nova geração. Só que você tem um foco diferente do da planta. VocÊ quer as flores não polinizadas. eu sugiro que arranque parte dos galhos que foram polinizados e os galhos da parte de baixo da planta. A planta funciona como um rio. Ela sempre vai jogar mais energia para o topo, para seu centro. Porém, ela também sempre jogará alguma energia para os galhos, por menores e menos promissores que sejam. Os galhos menores, de baixo devem ser arrancados para que não roubem a energia que a planta pode jogar para os galhos maiores. Não tenha dúvida quanto à eficiência de arrancar os galhos menores. Por mais que pareça que você estará perdendo colheita, no final das contas, você está garantindo que a planta terá energia suficiente para engordar bem e de forma eficiente os galhos principais.

3) Esse vaso está um pouco pequeno para o porte da planta. O ideal era ter florido ela com uma altura menor, ou num vaso maior. Arrancar os galhos menores também irá ajudar a planta a usar energia só para as partes principais, já que o vaso está um pouco pequeno. Isso pode também estar interferindo no tamanho das flores. O fato é que, como sua genética é de fumo selvagem, você não tem controle de qual resultado genético irá se expressar nas suas flores. Por melhor que seja o tratamento, pode ser que as flores não tenham aparência satisfatória mesmo por causa da genética. Nesse caso, não há o que fazer. Por isso é tão importante a seleção. Sua planta parece muito saudável, então, sugiro apenas que diminua o nitrogênio, para estimular mais a formação floral, e dê uma colher de sopa de melado de cana diluído em água uma vez por semana.

4) Como o vaso é pequeno, o ideal seria transplantar ela, aproveitando que ela ainda está no começo da floração. Mas só faça isso se puder contar com a ajuda de alguém, porque sua planta está muito grande e vai dar trabalho tirar ela desse vaso. O vaso não é reto, tem curvas, então você teria que serrar o vaso para ter acesso ao torrão, não teria como puxar a planta pois as curvas atuariam como travas no torrão de solo. Outra opção também é cortar só a parte do fundo do vaso e colocar ele no solo ou num canteiro de terra, ou em cima de outro vaso maior. A idéia é dar espaço para as raízes irem buscar novos caminhos e proporcionar que a planta continue crescendo até o fim da maturação. Mas caso vá optar por isso, lembre-se de tomar cuidado par não tombar o vaso e assim arrancar as raízes do solo.

Espero que tenha ajudado a sanar as dúvidas desses e de outros leitores com dúvidas semelhantes. Um abraço e até semana que vem.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina