Diretamente da China – Carta do Leitor!

VocênoHempa

hempadao 19 abril, 2014

download (2)

“Prezados,

Gostaria de lhes parabenizar pelo conteúdo informativo sempre acompanhado de humor de bom gosto ou nem tento, porém sempre presente.

Moro em Xangai há alguns anos e sempre faço questão de terminar minhas longas jornadas de trabalho lendo e rindo com os senhores, porém acredito que esta é a primeira vez que acesso o site sem a proteção de um VPN (fiz isso para que lhes alegrar com um pontinho piscando na China no mapa à esquerda).

Ganja segue viva em territorio tão hostíl como a China, durante os ciclos de nossos home grows, temos o prazer de desfrutar de erva proveniente da América Central, porém o altíssimo custo (100 USD/grama), inviabiliza o consumo diário (sim, diário e com muito orgulho), fazendo com que nossos home grows se tornem essenciais.

Há também uma oferta enorme da erva que cresce naturalmente na região montanhosa da província de Xinjiang – O velho oeste Chinês. O povo nativo dessa região predominantemente Muçulmana (ou Mussumana, para os mais engraçadinhos), chamado de Uyghares se encarregam de distribuir essa erva selvagem (obvimente um strain Indica fraquíssimo no THC, porém muito resistente, dada a condição climática onde cresce) entre os expatriados mais jovens e sem capacidade ou possibilidade de plantar.

Bom, só gostaria de deixar meus parabéns e imagino que os fatos supracitados sejam interessantes para amantes da nossa gloriosa erva. A imagem que temos da China faz com que a idéia de um caboclo Paulista torrando um dedo de gorila em plena Xangai, pareça ridícula e impossível, porém a realidade é bem diferente e esse enorme beck em formato de temaki que estou nesse momento apreciando prova o contrário.

Mais uma vez parabéns pelo site e deixo-lhes o convite para me visitarem em Xangai.

Um forte abraço!

此致,敬礼。”

—————–

Mande seu email: hempadao@gmail.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina