Demitido por fumar maconha

Clipadão

hempadao 29 junho, 2013

Fonte: O Tempo

image (3)O Tribunal Superior do Trabalho (TST) deu ganho de causa à empresa que demitiu um fresador por justa causa após ele ser flagrado por câmeras de segurança fumando maconha dentro do local de trabalho. O fato ocorreu numa indústria mecânica em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, em 2009.
A decisão seguiu o voto do ministro relator do caso, Ives Gandra Martins Filho, que reverteu a decisão do Tribunal Regional do Trabalho de afastar a demissão por justa causa.
A empresa utilizou um DVD com as imagens do ex-empregado. Além disso, um perito constatou que o funcionário estava mesmo fumando um cigarro de maconha. De acordo com o relator, o então funcionário "realmente teria feito o uso de entorpecente no ambiente de trabalho".

Segundo o advogado da empresa, Marcelo Lemos, as provas foram convincentes. "Além das imagens, testemunhas e o perito confirmaram a má conduta do funcionário", afirmou.
No processo, o ex-empregado alegou ter sido demitido sem motivo e que, nas imagens, ele aparece apenas almoçando e conversando com um amigo. Ele teria afirmado que não fazia uso de drogas.
O TST não informou os contatos do ex-empregado.
A reportagem também tentou contatar o advogado do mesmo pelo registro dele na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG), mas não obteve sucesso.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina