Curso de química das plantas poderá formar ‘especialistas em maconha’; salário inicial chega a R$ 18.400

Clipadão

hempadao 24 outubro, 2017

SÃO PAULO – A Universidade Northern Michigan lançou neste semestre o curso de “Química das plantas medicinais”, que forma especialistas em plantas medicinais, ensina seus usos e efeitos. A maconha é uma da principais plantas estudadas.

“Todos os nossos alunos graduados serão qualificados para serem analistas em laboratório”, disse Brandon Canfield, professor de química analítica e coordenador do curso, ao site CNBC. Um recém-formado poderia ganhar cerca de R$ 18.400 (US$ 5.830) por mês com um diploma desse curso nos Estados Unidos, segundo o professor.

No entanto, os primeiros alunos têm que se formar. De acordo com Alex Roth, que estava no segundo ano de química e trocou de curso, não é simples conseguir o diploma do curso. Ele tem aulas de Bioestatística, Gás, Líquidos e Cromatografia, Empreendedorismo, Matemática, entre outras.

“Quando conto para alguém qual é o meu curso, muitos dizem: ‘Legal! Você pode plantar maconha’”, disse Roth. “Mas não funciona assim”, afirma.

Por lei, a universidade não pode ter plantações de maconha, e os alunos são proibidos de consumi-la. O curso combina matérias de química, biologia, marketing e gestão financeira. “Na verdade, os estudantes não vão plantar maconha, não vamos infringir uma lei. Vamos estudar a planta e seus potenciais benefícios”, diz Canfield.

O curso da universidade americana tem dois focos: um bioanalítico e um empreendedor. Os alunos podem seguir por um ou outro dependendo das matérias que selecionarem durante a graduação. “Os alunos que forem pelo caminho mais analítico têm grandes chances de fazer uma pós-graduação, e seguir para um lado mais acadêmico”, explica o professor. Aqueles que escolherem a parte mais comercial, podem abrir um laboratório próprio, por exemplo. “O curso ainda está em fase inicial, e temos poucos alunos, mas com o tempo será possível avaliar melhor a questão empreendedora, bem como aprofundar a parte analítica”, explica o professor.

Segundo a universidade, o aumento da legalização de plantas medicinais em todo os EUA criou uma grande demanda de profissionais técnicos qualificados e é uma ótima oportunidade para um empreendedor começar a atuar nas indústrias de Cannabis, extrato de ervas e produtos naturais. “O curso de Química das plantas medicinais da Northern Michigan University é o único programa de graduação desse tipo, projetado para preparar os alunos para o sucesso nas indústrias emergentes relacionadas à produção, análise e distribuição de plantas medicinais”, diz a instituição.

Vale lembrar que no estado de Michigan, plantas como a maconha para uso medicinal são legalizadas. “O estigma histórico associado à Cannabis está desaparecendo rapidamente, e embora haja um aumento nas empresas relacionadas à maconha e o lucro que ela pode trazer, há uma grande lacuna nas oportunidades educacionais disponíveis para preparar as pessoas para esse campo”, afirma a instituição.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina