Cultivo Caseiro e Uso Medicinal em Debate no Chile! [Hemportagem Ed. #213]

Hemportagem

hempadao 28 março, 2013

O maconheiro brasileiro deve estar preocupado com a possibilidade de retrocesso na lei de drogas com o projeto do deputado Osmar Terra. E quem olha para o que está acontecendo na América Latina fica ainda mas revoltado e cheio de inveja.

Começou com a Argentina descriminalizando o porte de drogas e o Uruguai lançando um projeto de legalização da maconha. Agora, a bola da vez é o Chile, que está avançando com a proposta de regulamentação do cultivo de cannabis e a utilização da erva para fins medicinais.

O projeto chileno estava parado na Comissão de Constituição do Senado desde agosto de 2012 vai ser analisado primeiro pela Comissão de Saúde da casa, onde existe vontade política de debater e avançar a tramitação da proposta.

A proposta de mudança na lei de drogas chilena defende que “sem prejuízo do disposto no presente artigo (lei 20.000) será isentar de responsabilidade criminal o cultivo caseiro de espécies de cannabis sativa sempre que para consumo pessoal e/ou o uso terapêutico. Da mesma forma, serão isentos de responsabilidade criminal os que carregam ou transportam com eles uma quantidade definida de canábis sativa. Um regulamento determinará esta quantidade”

Defensor da mudança, o senador Fulvio Rossi acredita que a medida pode enfraquecer as organizações criminosas que lucram com o tráfico. "O que se tem que entender é que quando você permite o auto cultivo, você está atacando a compra ilegal, o narcotráfico”, afirmou o senador.

Por essas e outras que vale apostar no Brasil como último país do continente a abolir a criminalização das drogas.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina