Contra as drogas, os envolvidos na corrupção

Chapa2

hempadao 10 março, 2015

por Tales Henrique Coelho

O que a lista dos denunciados por envolvimento no escândalo da Petrobras tem a ver com o Hempadão e a luta pela legalização das drogas em geral? A princípio nada né? Mas tem sim. Continue lendo que explico…

Com 47 políticos denunciados por envolvimento no esquema do desvio de dinheiro de Petrobras (número que pode aumentar), a lista tem entre seus principais nomes o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e o da Câmara, Eduardo Cunha (também do PMDB). Além deles, dezenas de parlamentares do PP, o partido do Bolsonaro, e mais outros do PT e SDD completam a lista.

Vocês podem não se lembrar, mas Eduardo Cunha é um dos líderes da bancada evangélica, que afirmou ser preciso passar por cima do cadáver dele para aprovar a legalização do aborto, por exemplo. Imagino que na questão das drogas a opinião dele seja bem semelhante.

A Vanguarda do Atraso financiada pela corrupção

Alguns nomes menos badalados dessa lista nos dizem muito sobre quem são as pessoascontra a legalização das drogas no Brasil. Gente que dá um outro sentido à palavra hipocrisia.

No ano passado por exemplo, dezenas de políticos liderados pelo famigerado deputado Osmar Terra (PSDB) assinaram um ‘Manifesto Contra a Descriminalização do Uso de Drogas no Brasil’. Pois bem, entre os signatários desta lista estão cinco deputados do PP que também estão na lista de denunciados por envolvimento no escândalo da Petrobras.

São eles: Luiz Carlos Heinze, Vilson Covatti, Renato Molling, Jerônimo Goergen e Afonso Hamm, todos do PP (sempre bom lembrar: o partido do Bolsonaro) do Rio Grande do Sul.

Ou seja, são parlamentares que usam seus mandatos e sua verborragia para atacar o grande mal que a legalização das drogas trariam ao Brasil, mas que roubam milhões dos cofres públicos.

Posam de defensores da moralidade e do bem nacional enquanto roubam da nossa maior estatal. Acho que hipocrisia é pouco para definir isso. Precisamos inventar outra palavra, urgentemente.

No meu último texto, sobre a prisão do Cert, terminei com aquele célebre verso do Planet Hemp: "Nossa vitória não será por acidente".

Cada vez tenho mais certeza disso!

#Liberdadeatodososcultivadores



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina