Contar ou não Contar? Eis a Questão..

Caos in Casa

hempadao 26 janeiro, 2015

Bom, sou fã do Hempadão e adoro ler o “Caos in Casa” porque sempre me vejo um pouco na história de cada um. Ando precisando dar uma desabafada e pedir uns conselhos, então tomei coragem e decidi contar o meu caos.

Gostaria de pedir um mínimo de anonimato, afinal, uma pessoa da minha família lê o blog e eu não sei se quero me explanar nesse momento, rs.

Conheci a Cannabis por volta dos meus 15 anos, experimentei por escolha própria; um certo dia senti vontade de experimentar, contei a uns amigos, eles toparam e juntos descobrimos os efeitos. Antes mesmo de cogitar fumar a tal erva eu pesquisei muito sobre o assunto, como eu era muito jovem e sabia dos riscos neurológicos que eu corria, eu fumava bem pouco, dois por mês era demais naquela época. Pouco tempo depois de eu ter fumado pela primeira vez, tive uma conversa bem aberta com a minha mãe e contei inúmeras coisas que ela não sabia sobre mim até tal momento, inclusive sobre a maconha e para a minha surpresa ela foi bem compreensiva, falou que diziam fazer menos mal que o tabaco e que gostaria que eu não fizesse de novo apesar de tudo. Enfim, o tempo passou, um ano depois meu pai encontrou uma seda na minha bolsa, tentei dar uma desbaratinada dizendo ser do namorado da minha amiga, mas ele não caiu muito naquela conversa e brigamos brevemente, mas ao final do dia ele nem lembrava mais do ocorrido.

Enfim, hoje eu tenho 19 anos e já não vejo tanto problema em fazer consumo da maconha com alguma frequência, para o bem dos meus estudos eu moro com meus pais e de uns tempos para cá eles vêm desconfiando que eu fumo uns baseadinhos por aí. Outro dia eu estava no café da manhã com meus pais e disse precisar contar uma coisa, então meu pai simplesmente debochou de mim dizendo “Hm… Que foi? Você está fumando maconha?”, mas não contei, dei uma risada e engatei o que eu queria contar de uma vez. E então ontem eu estava ouvindo uma música que falava sobre maconha na sala, quando meus pais me pegaram no flagra e se entreolharam com cara de poucos amigos.

Eu quero contar a verdade para eles e acredito que não seja difícil, afinal, eles sabem que eu fumo tabaco, eu sempre fui uma aluna exemplar, trabalho (pago tudo o que consumo), meu pai me confidenciou que cheirou loló com meu primo uma vez e minha mãe experimentou maconha na adolescência; por outro lado sempre vejo muito preconceito da parte deles quando passamos perto de algum usuário maconha ou quando vemos alguma notícia sobre isso. Minha mãe eu sei que seria mais liberal, mas meu pai já faz um estilo mais conservador e eu não sei se aceitaria bem.

Com as desconfianças eu acredito que vou rodar em breve, mas meus pais são do tipo “finjo que não estou vendo”, não sei mesmo o que esperar deles. A grande questão é: contar de uma vez e ver o que acontece ou ir levando as coisas até eles me abordarem?



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina