Como funcionam os Clubes Canábicos na Espanha?!

Hemportagem

hempadao 10 abril, 2014

sede-camurcia1Como anda a caravana mundial pela legalização?! Em passos de formiga e baforadas de elefante. Queima-se muita maconha mas ainda regula-se muito pouco deste imenso mercado. Para entender mais sobre o que pode acontecer com o Brasil nos próximos anos vamos hoje nos voltar à Espanha, onde a galera tá fumando demais. Basta dizer que na Catalunha já são mais de 300 clubes para usuários de maconha e que em Barcelona é possível achar um clube desses bem no centro da cidade, em uma esquina movimentada da Gran Via.

É bem verdade que apenas associados por ter acesso ao clube, afinal, são medidas restritivas do comércio e turismo de maconha a esmo. O uso é recreativo, mas somente para indicados por sócios ou pacientes de maconha medicinal. Os clubes, apesar de evitarem as palavras “compra” e “venda”, fornecem maconha aos sócios sob uma quantia predeterminada mensal que pode ir até 120 gramas. Além disso cada associado paga uma anuidade de dez euros.

Um clube famoso é o Senzi, reconhecido pelas suas instalações e conforto para usuários. Diariamente ele recebe cerca de 750 visitantes e conta com uma lista de 7 mil sócios que dispõem de vários ambientes onde pessoas fumam enquanto leem jornal, ou jogam sinuca, cartas, dardos, ou ainda fazem fumaça enquanto assistem os jogos de TV.

Como isso é possível? Flexibilização da cultura e muita coragem de militantes que recebem alvará para criar clubes de maconheiros assim como existem clubes de fumantes de tabaco, de vinho  e etc. Sem dúvida boa parte do lucro também é proveniente de comidas e bebidas vendidas no próprio local. Vale lembrar que na Espanha não é permitido o porte da droga em vias públicas.

Enquanto isso no Brasil… sem querer desanimar ninguém. Polícia e Mídia também se abraçam e produzem factoides imbecis como esse:

Até quando?!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina