Colorado gera 35 milhões de Dólares em impostos para Educação através da Maconha

Hemportagem

hempadao 12 fevereiro, 2016

Vai ver você veio parar aqui por engano e nem é um maconheiro daqueles que acabou de explodir uma tronca. Mas tudo bem, afinal, é como você mesmo que quero falar. Você que nunca fumou unzinho na vida, já parou para pensar o quanto já sofreu com um tal conceito chamado “guerra às drogas”? Quer dizer, mesmo você não sendo usuário, pode já ter recebido uma dura abusiva, ou mesmo tendo seu tráfego atrapalhado pelas chamadas blitzs da polícia, ou ainda tido algum parente preso ou extorquido, ou no pior dos casos atingido por estilhaços de uma guerra que parece não objetivar nenhum fim, afinal, quando vai acabar? Quando a maconha for extinta por completo? Ou não vai acabar nunca? Você, que nunca usou maconha, está disposto a viver em uma guerra sem fim por causa de uma planta? Não, né… E então, quem poderá nos defender?! Perdão a piada infame, mas… o estado do Colorado!!

Colorados-Recreational-Marijuana-Task-Force

 

 

Para acabar de vez com essa história de guerra, nosso herói tomou pílulas de legalização. E segundo os dados oficiais do Colorado, as lojas devidamente regulamentadas por lá registraram vendas de 996 milhões de dólares somente no ano passado. Fazendo as contas, dá: algo como R$ 4 bilhões de reais em apenas 365 dias. Todo esse volume financeiro saindo da ilegalidade e convertendo impostos para a rede pública!! Não é genial?

Desse total, 135 milhões de dólares caíram diretamente nos cofres do poder público, sendo que 35 milhões obrigatoriamente devem ser destinados à rede pública de educação. Sim… educação!! Ao invés do dinheiro da maconha servir para, quem sabe, no futuro você ser alvo de uma “bala perdida”, a grana viabiliza, quem sabe, uma bolsa de estudos para você ou um familiar seu. Vai dizer que não é mais inteligente?

E quer saber? Os números já mostram evolução, afinal, a renda em 2015 foi maior que no ano anterior. Isso significa, na prática, que o Tio Sam seguirá enchendo o bolso de dinheiro e investindo na educação de seu povo enquanto por aqui continuaremos nos matando sem resolver a questão.

Não precisa fumar maconha para defender a legalização imediata de uma prática milenar que não deixará de existir com uma política hipócrita que só leva os mais vulneráveis a prisão, ignorando grandes chefes do tráfico, helicópteros de cocaína pelas nossas cabeças, e etc. Afinal, as cifras que comandam esse mercado são astronômicas e não estão acumuladas nos morros e favelas, mas sim em mansões muitas vezes internacionais.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina