Colorado discute o limite de maconha tolerável ao volante

Clipadão

hempadao 15 junho, 2013

Fonte: Opinião & Notícia

imageCom o uso recreativo da maconha legalizado no estado do Colorado, EUA, os policiais agora enfrentam outro desafio. Embora a posse e uso sejam permitidos, dirigir sobre a influência da erva é proibido.

A questão é: quantos tragos são necessários para que um motorista perca a habilidade ao volante? Diferentemente do álcool, cuja influência é claramente aparente, não existe um consenso sobre a quantidade de maconha que interfere na capacidade de dirigir.

Após a nova lei entrar em vigor, em 28 de maio, os legisladores do Colorado iniciaram um intenso processo de regulamentação, que definiu desde impostos sobre a venda até o limite de maconha tolerável na corrente sanguínea. Pela lei, o motorista é considerado inapto para a direção quando apresentar um nível de THC na corrente sanguínea superior a cinco nanogramas por milímetros. Para se ter uma ideia, um nanograma equivale ao bilionésimo da grama.

“O objetivo dessa lei é criar um padrão semelhante ao que temos com o álcool”, disse o deputado republicano Mark Waller.  Apesar de estabelecer um limite, a lei do Colorado permite ao usuário detido nessas condições provar que está apto para dirigir, mesmo tendo ultrapassado o limite.

Para Jeremy Rosenthal, um advogado especializado em casos de inaptidão para dirigir, é justo que haja uma variação na margem de tolerância para a maconha, já que tais casos são diferentes dos que envolvem o álcool. “As pessoas no Colorado apoiam o direito ao uso da maconha. Mas elas não gostam de pessoas dirigindo sob efeito pelas ruas”, diz o Rosenthal.

Fontes: The New York Times-Redefining ‘Under the Influence’ in Colorado



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina