Canabidiol deixará de ser proibido para atletas em 2018

WeedNews

hempadao 1 outubro, 2017

A mobilização de atletas profissionais contra o doping por uso de maconha deu certo. A WADA (Agência Mundial Antidoping) anunciou na última sexta-feira que o canabidiol será retirado de sua lista de substâncias proibidas a partir de 2018.

Infelizmente o THC, responsável pelo efeito psicoativo, vai continuar proibido para atletas. “O canabidiol extraído de plantas de cannabis também pode conter diferentes concentrações de THC, que continua a ser uma substância proibida”, escreveu a agência em seu website.

Nos Estados Unidos, a punição para o doping de maconha pegava até atletas que tinham permissão para o uso medicinal, como o lutador Nate Diaz. Ele polemizou ao fumar, durante uma coletiva de imprensa do UFC, um vaporizador eletrônico com óleo concentrado de CBD.

Na época, o lutador recebeu uma advertência pública da USADA (agência que regula o programa antidoping do UFC), porque apesar de ter feito o teste antidoping no vestiário, o lutador ainda poderia estar sujeito a ser testado novamente, já que o órgão considerava que o período “em competição” acabava seis horas depois da luta.

No início deste ano, a USADA e o UFC mudaram a política antidoping da organização. Agora, o período “em competição” acaba assim que o lutador faz o teste após o combate.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina