Caleidoscópio dos Psicodélicos: ciência, saúde e sociedade na UNICAMP!

Portas da Percepção

hempadao 11 novembro, 2016

Mais um grande evento acerca das substâncias psicodélicas e suas diversas interfaces será sediado na UNICAMP. Trata-se do Caleidoscópio dos Psicodélicos: ciência, saúde e sociedade, que ocorrerá entre os dias 21 e 22 de novembro de 2016 no Centro de Convenções da UNICAMP. E, melhor ainda, o evento é gratuito. Recomendo que façam o possível para garantirem a presença neste evento. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas pelo site do evento. Trata-se de um evento organizado pelo Fórum de Pensamento Estratégico (PENSES) e pelo Laboratório de Estudos Interdisciplinar sobre Psicoativos (LEIPSI).

por Fernando Beserra

É uma alegria, enquanto ativista e pesquisador da área, ver os grandes eventos que estão ocorrendo no campo. Entre os dias 09 e 11 de agosto de 2016 ocorreu, no Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP as Jornadas Plantas Sagradas em Perspectiva. Aqui no Portas da Percepção, do Hempadão, falei brevemente sobre os três dias evento. O site também ainda está no ar e vocês podem ver um pouco de como foi o evento: http://plantas-sagradas.net/.

O evento contará, em sua programação, com mesas que discutirão temas como a história dos psicodélicos; cultura, música e arte; estudos interdisciplinares sobre psicodélicos; interfaces do uso religioso da ayahuasca; uso terapêutico de psicodélicos; psicodélicos e neurociências; redução de danos com psicodélicos e, finalmente, políticas públicas e regulação dos psicodélicos.

As várias mesas serão incríveis. Me chamou atenção, particularmente, a existência de uma mesa de Política Públicas e Regulação dos Psicodélicos. Isso é algo que não se vê ou, ao menos, não se via até pouco tempo. O início de um posicionamento e do avanço deste debate podem ser realmente estimulantes. Nos últimos anos foram poucas, mas crescentes, as vozes que se levantaram para dizer que precisamos pensar a legalização das substâncias tornadas ilícitas para além da maconha – sem que percamos de vista esta luta. O Conselho Federal de Psicologia já se posicionou favorável a legalização da maconha. O Conselho Federal de Serviço Social tem, de forma brava e insistente, se manifestado contrário à política de guerra às drogas e as violações dos direitos humanos promovidas por esta guerra. Há pouco tempo foi o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP) quem se manifestou favorável à descriminalização do porte de substâncias ilícita para fins de consumo pessoal, em contraposição ao posicionamento conservador e anticientífico do Conselho Federal de Medicina (CFM). É o momento de avançar neste debate com proposições inclusivas, de forma a reunir o conhecimento científico e a luta dos movimentos sociais e políticos para construir outra política de drogas.

Eu também estarei presente neste evento, compondo a mesa sobre “redução de danos com psicodélicos” com a fala sobre o “usuário como agente de redução de danos”, ao lado de pessoas queridas e com grande conhecimento acerca da RD. A redução de danos com substâncias psicodélicas tem um histórico no Brasil com grupos como o Balance, o Balancerá, o Respire, dentre outros que, em outro texto, teremos a oportunidade de aprofundar.

O momento é de marcar presença e estar juntos para trocarmos conhecimentos e prestigiar este evento antiproibicionista e desconstruir o tabu construído em torno destas substâncias tão valorosas ao longo da história humana.



Uma resposta para “Caleidoscópio dos Psicodélicos: ciência, saúde e sociedade na UNICAMP!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina