Cadeia Seletiva!

Hemportagem

hempadao 3 outubro, 2013

A seletividade do sistema penal deve ser algo evidente para o mais bobo dos brasileiros. Basta olhar a foto de uma carceragem para perceber que é um local ocupado em sua maioria por negros e pobres. Mas os ricos brancos não cometem crimes? Lógico, mas a punição (quando ocorre) passa longe do presídio.

Com as leis de drogas a situação é bem parecida aqui e nos Estados Unidos, país que encarcera milhões de pobres, principalmente negros e latinos. Uma pesquisa realizada pela NORML, revelou que na cidade de Filadélfia as detenções de afro-americanos com maconha é cinco vezes maior que a de brancos.

Já nos dados do estado da Pensilvânia, que tem a Filadélfia como capital, 71% dos detidos com posse de maconha são brancos e 85% são homens. Dos adultos detidos por venda e ou fabricação de cannabis, 58% são brancos e 90% são do sexo masculino.

“As detenções por maconha na Filadélfia, continuam com uma preocupante desigualdade racial. Negros e brancos consomem maconha quase na mesma proporção, a população da cidade é admiravelmente diversificada, mas residentes de cor continuam a ser o foco da aplicação da lei,” declarou Chris Goldstein, da NORML.

Infelizmente a realidade da Filadélfia não é encontrada apenas em uma ou duas cidades do Brasil. É mesmo cenário de cada cadeia ou carceragem do país, cada vez mais lotadas de jovens negros, que em muitos casos são acusados de tráfico mesmo portando uma quantidade insignificante de maconha.

Para quem roda nos guetos e periferias a lei é implacável. Mas se você tiver a sorte de rodar na esquina de um bairro nobre é provável que só leve um cascudo e fique sem o dinheiro que guardava na carteira.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina