Boletim Canábico #3 – As Notícias da Semana sobre Maconha

Boletim Canábico

hempadao 1 junho, 2013

13147747O Boletim Canábico está em sua terceira edição – e ele nada mais é do que a reunião de tudo que saiu no Clipadão, o clipping de notícias do Hempa, durante a semana. Claro, com um comentário de leve, pra que você escolha onde clicar, do que se informar. Então vamos lá:

1 – Jovens saem às ruas para pedir a liberação da maconha no País

A Gazeta online fez uma matéria com destaque para uma galeria de fotos da Marcha da Maconha. A reportagem é sobre a Marcha de Vitória.

2 – Bial grava ‘Na moral’ na Marcha da Maconha em município do Rio

Em Nova Iguaçu o Pedro Bial entrevistou vários manifestantes e, dentre eles, nosso vlogger Tomazine! Se for ao ar vai ser o segundo gol na grande Rede, afinal, ele apareceu também no Pânico na Marcha. Além da ida do fumosos (Tomazine e Bial) a primeira realização da Marcha foi um grande sucesso e não podemos deixar de parabenizar todos os organizadores e participantes!

3 – Marcha da Maconha: “Eu esperava mais respeito no Brasil”

No caso a aspas não se refere à Marcha da Maconha e sim ao contexto social brasileiro em relação às políticas de drogas. O site vermelho.org entrevistou uma uruguaia na Marcha de Foz do Iguaçu e retirou dela esse depoimento sobre a descriminação que o maconheiro sobre no Brasil.

4 – Criador da 1ª igreja rastafári é condenado por plantar maconha

Sim, Geraldinho segue preso. E enfim algum veículo de grande circulação resolveu falar sobre isso. Se isso não acontecesse, seria como se o líder religioso fosse subitamente subtraído pelos poderes do Estado, sem que a população sequer soubesse. Mas será que não é isso mesmo que está acontecendo? 37 pés, 14 anos de prisão.

5 – Abead se posiciona, pela primeira vez, contra a legalização da maconha

Simplesmente inacreditável: “O relatório apresentado pela Associação Brasileira do Estudo do Álcool e outras Drogas apresenta dados científicos que provam que os prejuízos da liberação do entorpecente são maiores que os benefícios”

6 – Contra o tráfico, investigar bancos é mais importante do que aumentar penas, dizem especialistas

Enquanto o projeto do Osmar Terra já foi aprovado em primeira instância no Congresso e o Brasil segue prestes a aumentar a pena para traficantes, Especialistas botaram a cara para dizer que isso não vai afetar o tráfico. A verdade é que isso só vai gerar problemas para o Estado, gastar mais com encarceramento e combate, quando poderia investir em informação e controle.

7 – Ex-gerente da Microsoft pretende criar primeira marca de maconha dos EUA

Se aqui no Brasil tem um cem número de gente investindo nesse ramo, imagina nos EUA como anda esse rumo. Pois é, um ex-gerente da Microsoft investiu pesado numa indústria que já é realidade por lá, vela e pena vislumbrar o futuro.

8 – Projeto que legaliza a maconha dividiu partido de Mujica no Uruguai

O nome do “partido” diz tudo, é uma Frente Ampla, que reúne nada menos de 27 partidos comunistas de todo país. É claro que uma opinião polêmica como essa provoca determinada resistência, mas a verdade é que essa corrente é considerável e teve posicionamento incrível na voz do Mujica.

9 – Ex-presidente mexicano Fox apoia legalização da maconha nos EUA

O México certamente é o país que mais sofreu diretamente com a guerra às drogas inventada pelos EUA. Não há como negar isso e o ex-presidente do México, por isso apoia a legalização do Tio Sam para quem sabe poder se livrar do poder do narcotráfico. Em suma, para constar na súmula – ele está doido que todo mundo nos EUA possa plantar ou comprar skunk para que os traficantes tenham que parar de lucrar infinitamente com a marijuana. Difícil entender? Não, o problema é que também tem outras pessoas que lucram com a maconha contrabandeada, se não era fácil e todos os governantes iam querer que aqui no Brasil os usuários fizessem o mesmo que na Holanda ou Califórnia. Mas não, eles nos fazem viver uma guerra civil contra às drogas, tal qual no México – e que curioso, também temos um ex-presidente que apoia a legalização.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina