Autorização do plantio medicinal da maconha no Brasil (II)

Chapa2

hempadao 21 dezembro, 2017

por S. M. Hermes

Conforme avançou nesta última quinta-feira (14) a descriminalização da maconha para fins medicinais no Senado chegamos cada vez mais perto de uma legislação que se adeque as necessidades da sociedade contemporânea e principalmente de determinados indivíduos — como por exemplo usuários de Cannabis e tantas outras minorais abandonas as margens de um sistema retrógrado e opressor.

“Quanto ao mérito da ideia legislativa trazida a esta Casa, concordamos com o relator quanto a não descriminalização do cultivo da Cannabis sativa para uso recreativo. Todavia, a nosso sentir, já passou da hora de se legalizar o cultivo da maconha para uso terapêutico”, disse a senadora de acordo com a Agência Senado em publicação no mesmo dia 14.

A aprovação da descriminalização de fato ainda deve levar um tempo até se concretizar, ainda assim esse já foi um enorme passo não só para o movimento canábico no Brasil, mas também para toda nossa sociedade. Segundo o Instituto “Humanitas 360”, atualmente dos 19 países da América Latina apenas Colômbia e Uruguai têm leis que regulamentam a indústria e o mercado da Cannabis.

É possível obter maiores informações e dados científicos sobre o uso da Cannabis medicinal através dos vários documentários disponíveis hoje em dia. “ILEGAL”, que foi o primeiro filme da revista “Superinteressante”, mostra a luta de pacientes pela legalização da substância para fins medicinais no Brasil. “Quebrando o Tabu” de 2011 é outro filme brasileiro que trata do combate às drogas, contendo o depoimento de diversas personalidades mundiais acerca da Guerra às Drogas.

Fontes:

https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2017/12/14/cultivo-de-maconha-para-fins-medicinais-avanca-no-senado

http://humanitas360.org/politicas-de-drogas/



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina