Ativista e Maconheiro? Qual o Problema?

bONG

hempadao 19 julho, 2013

Chamou a nossa atenção como a polícia, com grande ajuda da imprensa, está fazendo de tudo para desqualificar que está na rua lutando por um país melhor. Além da generalização do tal "vandalismo" estão tentando criminalizar ativistas de toda forma.

O último alvo foi o manifestante Ruan Martins, que protestava no último sábado durante o casamento da neta de Jacob Barata (o maior empresário dos ônibus do Rio de Janeiro) e foi atingido por um cinzeiro jogado por um convidado da festa, que rolou no hotel mais badalado da cidade: o Copacabana Palace.

 

Quatro dias após este incidente Luan a ganhou outro destaque nos jornais por conta de uma detenção por porte de maconha. De acordo com a advogada ele estava em frente à casa do irmão quando foi abordado pelos tiras.

"Não tinha nada que chamasse atenção, mas fizeram uma revista pessoal e encontraram uma ‘bituca’ na bermuda dele. Ele vai assinar como usuário, mas está supertranquilo. Somente a família ficou um pouco preocupada, porque é evangélica".

Além da abordagem atípica, a polícia militar ainda fez questão de mobilizar sua assessoria de imprensa para divulgar que o jovem envolvido no protesto tinha rodado com maconha. No mesmo dia a notícia estava em todos os jornais.

Qual o objetivo de divulgar um caso tão comum como esse? Todos os dias dezenas de pessoas são detidas com drogas, mas só este caso foi parar na imprensa. Perseguição de ativistas? Tentativa de desqualificar os lutadores? Opiniões nos comentários do post.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina