Até tu, Texas?! Estado conservador libera Maconha Medicinal para tratar Epilepsia

Chapa2

hempadao 8 julho, 2015

Imagine um lugar onde apenas 17% da população aprova a legalização da maconha para qualquer tipo de uso. Esse lugar é o Texas, Estado dos mais conservadores e armados dos EUA, mas ainda assim o mais novo lugar onde será possível o uso da maconha medicinal.

governor-abbott-texas-legalize-marijuana

O parlamento republicano conseguiu o que parecia impossível. Com um lobby forte e enorme apelo quanto às necessidades dos pacientes medicinais, o governador Greg Abbott conseguiu promulgar em junho a lei que permite o uso limitado de óleo de maconha somente para fins medicinais.

É um grande avanço apesar do conservadorismo local e também uma lição de democracia. Não importa se a vontade da maioria é contra ou a favor alguma medida, afinal, as vontades das minorias também devem ser respeitadas numa democracia de verdade.

Ainda é pouco mas, em dúvida, esse é um grande passo. Vale lembrar que no Texas era considerado crime ser homossexual até 2003, tamanho conservadorismo. Por enquanto, apenas as pessoas com epilepsia intratável poderão ter acesso ao “canabidiol", ou óleo de maconha. Porém a medida é suficiente para que as pessoas passem a olhar a erva com outros olhos.

Para ter acesso ao medicamento, o paciente precisa que dois médicos especialistas certifique e aprovem o medicamento. Além disso precisam provar que pelo menos dois remédios convencionais contra epilepsia não tenham surtido efeito. Vários outros grupos portadores de outras doenças reivindicam a possibilidade do uso que ainda não é regulamentada.

Dos 25 estados nos EUA onde o consumo medicinal é liberado não precisa nem dizer que o Texas é o mais restritivo de todos. Mas, até lá, a coisa já andou. E aí, Brasil?!



Uma resposta para “Até tu, Texas?! Estado conservador libera Maconha Medicinal para tratar Epilepsia”

  1. Nélio Dias disse:

    Acho legal a liberação da maconha para pesquisas e fins medicinais. Não pra ficar maconheiro chamando na erva. Ela continua sendo ilegal pra consumo popular, mas como ingrediente medicinal é legal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina