Agência Mundial Antidoping relaxa rigor com Maconha no sangue dos Atletas

Discovery Hemp

hempadao 19 maio, 2013

imageToda semana pintam notícias de jogadores pegos no exame anti-doping e algumas vezes a substância envolvida é a maconha. Acontece que houve uma flexibilização da norma feita pela AMA que pode ser no mundo dos esportes quase que uma liberação para o uso – só não pode durante as competições.Veja a notícia do UOL ESPORTE:

"O uso de maconha continua proibido para esportistas, decidiu em reunião no último final de semana a Agência Mundial Antidoping (AMA). A substância seguirá sendo considerada dopante em competições, mas apenas para testes que indicarem pelo menos 150 nanogramas por mililitro de urina.

Anteriormente, qualquer flagra acima de 12 nanogramas por amostra já era considerado doping.

A possibilidade da maconha ser retirada da lista de substâncias proibidas era estudada pela agência há algumas semanas. Segundo a AMA, o uso recreativo de maconha aumenta o número de casos “falso-positivos”, já que a substância permanece na urina por semanas depois do consumo.

Para a agência, isso ocasiona perda de tempo e gastos a mais para os laboratórios responsáveis pelos testes. “Essa mudança na quantidade indica que os atletas que usarem maconha durante competições serão flagrados”, disse a AMA em comunicado oficial.

Na mesma reunião, também foram analisadas outras possibilidades de mudança no Código Mundial Antidoping, que entra em vigor a partir de 2015. Ele deverá ser aprovado definitivamente em novembro deste ano, em encontro que será realizado em Joanesburgo, na África do Sul."

Essa semana um leitor nos escreveu longo relato sobre isso, contado que foi buscar informações sobre doping e percebeu coisas absurdas, veja só:

image"Boa tarde galera do hempadão, como vocês sabem um dos assuntos em mais evidência na mídia, pelo menos em jornais esportivos ou redes de comunicação que debatem sobre este tema é o Doping. Acharia interessante uma matéria do hempadão falando acerca disso. A maconha é uma substância proibida pela WADA (Associação que poe em vigor as leis esportivas assim como regula medicamentos e substâncias). Acontece que como pude constatar em uma brava visita ao site da organização, nem tudo são flores. Cannabis e medicamentos feitos a partir da planta são expressamente proibidos, assim como outras drogas ilegais ( Cocaína, Heroína…), mas também abrange uma gama de certa forma desnecessária de substâncias que estaria presentes no mínimo em metade de medicamentos vendidos em qualquer farmácia na esquina de sua casa. Outro ponto nem um pouco concordativo é a proibição do Alcool em certos esportes, isso somente em certos esportes, como o automobilismo por exemplo.

Essa organização cria um paralelo desnecessário sobre a definição do que é ou não é proibido. Na holanda é considerado doping o uso de Cannabis sendo que neste país a droga é legalizada, ou nos EUA onde existe uma variedade de medicamentos feitos a base do Delta-9. O comitê também prescreve como substâncias proibidas a Cafeína e a Nicotina, que são usadas por uma certa parcela de esportitas que não sofrem sequer nenhuma punição pelo uso/presença de tais. A WADA deve continuar existindo porém ela não é uma organização digamos coerente, é apenas mais uma marionete dos anti-legalização contra o uso de drogas, ignorando a legislação de países e criando um magnetismo bem próximo do uso de anabolizantes; uso aliás que vem sendo pouco combatido e de certa forma até difundido entre jovens de todo o mundo.

Aqui o site da WADA: http://www.wada-ama.org

Seria de grande valia a equipe escrever uma matéria sobre isso."



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina