Acorda, mundo moderno – A Maconha é mais antiga do que muita gente pensa!

WeedNews

hempadao 10 outubro, 2016

A planta da cannabis já se sabe foi usada nas caravelas de Cabral, para fazer papel – inclusive de bíblia – e em inúmeros rituais há milhares e milhares de anos. A última descoberta mostrou que, há cerca de 2.800 anos ela já era utilizada na China. Quem encontrou tudo foi o arqueólogo Hongen Jiang, da Universidade da Academia de Ciências Chinesa, que descreve o achado como “extraordinário”.

Isso porque foi encontrada uma tumba com 13 plantas inteiras de cannabis enterradas junto com o corpo. No local da escavação já haviam sido encontrados outros vestígios da planta, porém essa foi a primeira vez que ela foi encontrada com raiz, o que indica que ela era plantada por lá. Com os achados anteriores, não dava pra saber se era plantada por lá ou se era levada por viajantes, já que a cidade estava na famosa Rota da Seda.

Também foi a primeira vez que encontraram sinais de que da planta haviam sido colhidas suas flores e sementes. Em outras descobertas, apenas tecidos de cânhamo tinham sido encontrados. Agora já há pistas de que ela era, já naquela época, possivelmente utilizada com fins medicinais e/ou psicotrópicos.

— Essa descoberta única fornece novas visões sobre o uso ritualístico da cannabis na pré-história da Eurásia — disse Jiang. — Juntamente com achados semelhantes em tumbas no antigo cemitério de Turpan e de outros, na região das Montanhas Altai, ela revela que a cannabis era usada pelos povos da Eurásia Central para propósitos médicos ou rituais no primeiro milênio antes da Era Cristã.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina