A Mãe mesmo deu a Ideia: “Porque você não cultiva?”

Caos in Casa

hempadao 5 maio, 2015

“Gostaria de anonimato!

Eu sempre leio o hempadão, sempre dei uma ênfase às matérias do "caos em casa" pois achava que nunca deveria contar para minha mãe, e com as leituras e pesquisas e vendo as reações de minha mãe com relação às drogas sempre achei que seria impossível contar! Vou contar minha história na intenção de ajudar os próximos a se aventurar nessa…  Eu fumo a erva desde do 15 anos, comecei a fumar em festas uma vez, duas no mês, mas até os Meus 17 as coisas mudaram muito, e eu comecei a usar frequentemente, comecei a ter o kit que todo maconheiro tem com sedas, bong, trituradores… Eu sempre deixava no meu quarto dentro de uma caixa e minha mãe nunca mexia nas minhas coisas então não havia problema! Com Meus 18 anos eu comecei a usar todo dia, comecei a utilizar mais por causa de uma vida mais corrida, faculdade, trabalho, muitos deveres e fumo um único beck toda noite na janela de Meu quarto!

Eu sempre colocava uma toalha na fresta da porta para que o cheiro não fosse para o quarto dela! Certo dia ela entrou no quarto e viu aquele pano esticado na porta, ela me perguntou e eu acabei mentindo dizendo que foram Meus amigos que fumaram narguille! Me senti muito mal, pois não sou de mentir para minha mãe, nunca precisei mentir e ali vi a deixa para ela saber! Ai ela começou ficar estranha comigo dentro de casa tudo por causa da toalha! Ai em um dia a tarde ela me chamou para conversar, fez a seguinte pergunta "você está fumando o que ?" E eu comecei a explicar…. Aaaah princípio ela chorou muito durante uns 5 min ai eu disse que se não quisesse eu pararia mas que aquilo não era motivo para ficar daquele jeito, ao ver dela a maconha era uma droga como todas!

Foi aí que eu expliquei tudo, mostrei como era (pois ela não sabe nada sobre drogas e mal reconhecia o cheiro do meu quarto) ela parou com o choro e começou a perguntar muito, várias perguntas, eis que ela pergunta aonde eu arrumava aquilo, fiquei assustado mas disse a verdade, ai ela abaixou a cabeça e disse que o único medo dela era que eu me torna-se um viciado, mas que ela me proibia de fumar na rua, e só fazer isso em casa quando ninguém estivesse por perto, pois disse não estar afim de ver filho apanhando de policial!

Os dias passaram e antes do carnaval ela me chamou para conversar e mais uma surpresa e a mais louca de todas! Cheguei para conversar com ela e lá estava ela com o computador na página do hempadão, lendo sobre as notícias! E ela me deu uma ideia! "Filho Pq vc não cultiva ? Eu posso te ajudar até, mas não quero filho meu morto por bala perdida pq foi buscar maconha, tirando que lá tem outras drogas e a porta de entrada não é a maconha e sim o lugar aonde vc busca!" Depois ela pediu para que eu fizesse uma pausa pelo menos de 2 dias na semana para que saísse as impurezas do corpo! Lógico que eu atendi a todos os pedidos e percebi que minha mãe a mais careta de todas foi mega compreensível e realmente viu o que era melhor! Depois contei para minha irmã que aceitou por ter a cabeça mais aberta! (Lembrando que só moro com elas, meu pai separou da minha mãe e ele nem sonha com isso)!

Já comecei a comprar as coisas para cultivar e queria agradecer o hempadão por ser essa fonte tão preciosa de informação que a cada dia acaba com o preconceito de várias pessoas por aí, e informa de forma concientes é realista!

Próxima meta fumar um com ela!”

————————-

Não é aconselhado o uso de maconha recreativa para adolescentes e menores de idade. Na verdade, os neurocientistas indicam que a melhor fase para o contato com a cannabis seria por volta dos 20 e tantos anos. No entanto, não podemos  censurar os diversos casos e relatos de outros usos que não o ideal. Mande sua história para hempadao@gmail.com



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina