A Droga da Desinformação!

Caos in Casa

hempadao 7 maio, 2013

Sou do interior de São Paulo, tenho 21 anos e fumo desde quando tinha 15 anos. Moro com meus pais, e na mesma casa mora meu irmão de 30 anos que é um antigo amigo de marola. Sempre fui cuidadoso com meus kit canábico e não costumava comprar muitos apetrechos.

Nunca tive problemas com isso até a volta deste ano novo de 2012/2013 que fui passar na praia com minha família. Meu pai, procurando alguma coisa que ele tinha perdido, resolveu mexer nas roupas de viagem e acabou encontrando uma seda que tinha o Bob Marley impresso. Desconfiado, mas sem saber muito bem o que era, acabou mostrando para minha mãe. Só sei que ele deixou a seda embaixo do meu travesseiro e quando encontrei a bendita o pesadelo começou.

 

No outro dia logo pela manha já dava para sentir o clima no ar, com minha mãe sentada na mesa tomando café da manhã. Ela permaneceu em silêncio todo o tempo em que fiquei na cozinha. Quando voltei do trabalho ela disparou: "não quero que você fique como seu irmão e outros maconheiros que estão na pior."

Tentei argumentar com ela que isso não prejudicaria minha vida e me ajudava a relaxar da correria trabalho-faculdade. Com a experiência de 25 anos como enfermeira ela argumentava que a erva só traria problemas e que eu poderia morrer por isso.

Passados dois meses eu comecei a dar altas palas de propósito: Deixava a seda espalhada pela casa, chegava de olhos vermelhos, etc. Tudo para provar que continuava levando a vida com responsabilidade e alegria.

Há pouco tempo passei quatro dias internado por conta de uma gastrite e ela veio dizer que a maconha só estava me prejudicando. Não consigo encontrar novos argumentos, pois ela não aceita nada do que eu apresento.

E agora, maconheiros. O que fazer?



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina