A Cannabis pode tratar Doenças mentais?

WAW

hempadao 9 agosto, 2014

Muitos estudiosos da saúde estão incomodados porque dizem que há sites afirmando que alguns strains de maconha ajudam no tratamento de doenças mentais. No entanto, não há pesquisas suficientes para embasar essas afirmações, disseram os médicos.

“Eu acho que a cannabis tem componentes que mostram potencial em várias condições médicas, mas até que seja estudado e provado, não posso apoiar ou promover isso,” disse Dr. Ken Finn, DOutor em medicina e especialista no tratamento de dores.

 

O site Cannabist lista aproximadamente 90 strains de maconha chamados de “green crack”. De acordo com o site, alguns desses strains poderiam ser usados para o tratamento do transtorno bipolar, depressão e stress pós-traumático.

A FOX21 falou com os responsáveis pelo site e eles disseram que as informações são do Leafly.com.

Os produtores disseram que o site conseguiu essas informações de usuários de maconha que atestam que esses strains funcionam para tratar problemas de saúde mental.

EM última análise, Finn disse que esses sites estão passando a mensagem errada.

“A pergunta é, ‘Qual a dose de cannabis que a pessoa usou ou qual componente da cannabis em qual quantidade e com que frequência?’” disse Finn.

FOX21 também falou com Park Major, um veterano aposentado da Marinha que se mudou para o Colorado para conseguir maconha para o tratamento de stress pós-traumático.

“Tem muita coisa acontecendo. Eu tinha que tentar alguma coisa. Quero dizer que me senti realmente desesperado,” disse Major. “Comecei a perceber que estava tendo problemas com depressão, tendências suicidas, muito sentimento de culpa.”

Por algum tempo, ele disse, a medicação que estava usando simplesmente não fazia mais efeito.

“Chegou ao ponto de, em 2010, eu ter uma crise e o médico falou que era devido ao grande número de remédios que eu estava usando. Eu estava tomando comprimidos por 8 anos. Eu não achava que estava ficando melhor.  Era hora de colocar a minha saúde nas minhas próprias mãos”

Esse aposentado da Marinha admite que, primeiro, ele estava um pouco cético. No entanto, quando começou com o óleo de cannabis já notou a diferença.

“Eu estava lidando com um grande problema, sudorese noturna, tremedeira e outras coisas que agora começo a achar que era por causa dos remédios porque assim que larguei a medicação não tive mais esses problemas,” disse Major.

Apesar do sucesso de Major com a droga, Finn diz que o ponto de partida é que precisa haver mais pesquisas na área.

“Eu apoio esses estudos em 100%. EU não apoio nada na mídia promovendo a cannabis para certas condições médicas sem a base científica,” afirma Finn.

Por essa razão, disse ele, ninguém pode dizer a maconha pode tratar algum tipo de doenças mentais.

Major diz que concorda que devem haver mais pesquisas sobre isso. Ele só espera que seja logo.

“Não há estudos suficientes sobre isso, o que eu entendo, mas como você disse nós que estamos tentando nunca vamos saber,” disse Major.

De acordo com os produtores do Cannabist, eles não fazem recomendações médicas específicas no site. Eles disseram que estão compartilhando informação de outra fonte.

Leia a matéria original AQUI



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina