7 Perguntas para os Criadores do Filipeta da Massa!

ConverSativa

hempadao 15 abril, 2013

Eu não sabia, mas o Filipeta da Massa, um dos mais tradicionais blogs sobre maconha do Brasil foi criado por três e não por uma mente louca só. Eu fui entrevistar um e de presente o Hempadão ganhou excelente respostas não só do Neco Tabosa, mas também seu comparça, o Benzina. Saiba mais sobre o nascimento do Filipeta e sobre seus criadores aqui no Conversativa:

1) Neco, o inventor do Filipeta da Massa, trabalha com o que atualmente?

Cara, o Filipeta é invenção de 3, eu, benzina e Koblitz. Koblitz anda envolvido com um super projeto http://circuitoaberto.art.br/ e não respondeu por falta de tempo

NECO: atualmente trabalho com roteiro e direção de filme e clipe.

Benzina: eu finjo que trabalho com engenharia de software, e moro atualmente na frança.

 

2) Quando criei o Hempa fiz uma pesquisa dos blogs e sites que existiam e o Filipeta era um deles! Quando exatamente nasceu o Filipeta? Como foi a ideia inicial?

Neco: Filipeta nasceu algum tempo antes da primeira marcha da maconha do recife. que foi em 2008, se não me falha a memória…

 Benzina: A idéia era promover essa primeira macha da maconha, convocando artista maconheiros pra criarem cartazes promovendo o evento em suas respectivas cidades. depois da marcha, resolvemos continuar com o site, com publicaçoes gerais, e Neco foi finalmente promovido a padroeiro da massa do Recife, participando de eventos/debates. Seus discursos inflamados mostraram que além de jornalista, ele também era médico, sociólogo, antropólogo e, sobretudo, mãe dos maconheiros.

 

3) O blog tá meio paradão… mas a brasa nunca vai morrer, vamos dar aquele puxão?! Está na hora?

Neco: Parei pra fazer meus dois primeiros curtas de ficção. Benzina mantém a média de um post por ano bissexto, então a qualquer momento, uma novidade pode pintar…

Benzina: Koblitz ta cheio de idéias de postagens, mas esqueceu  qual é o endereço do blog.

 

4) Eu sei que tu até curte o Hempadão, mas o que gosta mesmo é o do Miss Marijuana, não é verdade? Diz o que acha do concurso.

Neco: Ah, a Miss Marijuana… Com o concurso, o Hempadão (de uma só vez) ajudou a tirar a sisudez dos blogs, divulgou as empresas parceiras nos prêmios, movimentou a cadeia de colaboradores – que virou comissão julgadora – e ainda estimulou uma das disputas mais saudáveis da história: que estado brasileiro tem a maconheira mais gostosa e esclarecida do ano?

Benzina: participando da comissão julgadora da miss marijuana uma vez por ano, passei oficialmente a ser mais assíduo como colaborador do Hempadão do que do Filipeta da Massa.

 

5) Como anda a militância pela legalização no nordeste brasileiro? Dê seu panorama sobre as Marchas e outros meios de se militar.

Neco: Anda como qualquer movimento da engatinhante sociedade civil organizada, é um movimento mal organizado fora da esfera governamental que se movimenta em pequenos ciclos de conquistas. Acho que o ideal é cada um militar como pode… por exemplo a cada dia, fazer login no Facebook e compartilhar uma notícia positiva sobre o assunto e levar pelo menos UM camarada á reflexão já tá de bom tamanho.

Acredito muito em militâncias via internet/blog/redes sociais, são tao importantes quanto marchas nas ruas.

6) O que você acha da receita da Hempada? Essa mistura de humor e informação…

Neco: Ninja!

Benzina: o hempadão me mata de orgulho!

 

7) O que seria mais engraçado: FHC num clipe do D2 ou Drauzio Varela no Fantástico ensinando a vaporizar? O mundo tá mundando, né…

Neco: O mais engraçado seria finalmente ver a política de drogas ser colocada num patamar das legislações que versam sobre liberdade individual. O resto, sinceramente, considero pirotecnia barata pra virar piada de repartição.

Benzina:  Miss Marijuana na capa da playboy.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina