5 atletas olímpicos que fumam Maconha e ganharam medalha de Ouro

TopGanja

hempadao 17 agosto, 2016

Como já falamos aqui na semana passada, o comitê olímpico afrouxou as leis em relação à maconha em 2013. Hoje, a quantidade de THC aceita durante as olimpíadas é de até 150 nanogramas de THC por ml de sangue. Essa quantidade só não permite que o atleta use a substância poucos dias antes e durante os jogos, como é feito com o álcool. Fora isso, tudo certo.

Então hoje vamos fazer a lista daqueles que usam maconha e conseguiram mostrar pra todo mundo que, pelo visto, não parece estar atrapalhando seu rendimento:

1- Michael Phelps

Esse todo mundo já sabe… explanou pro mundo em 2009 quando, dois meses depois de ganhar 8 medalhas de ouro (!!!!) nas Olimpíadas em Pequim, foi flagrado em uma filmagem que vazou na internet dando bongadas. Ele assumiu a veracidade das imagens e foi suspenso por alguns meses.

Desde então, o Phelps se tornou o maior recordista americano de medalhas. Hoje, com cinco ouros que ganhou nas olimpíadas do Rio, já ultrapassou o maior recordista de medalhas de ouro individuais do mundo: Leônidas de Rhodes mantinha esse recorde há – pasmem – 2.168 anos. Naquela época a cannabis já era bastante usada. Será que existe uma conexão canábica entre eles?

2- Usain Bolt

Usain Bolt admitiu que quando era mais jovem, crescendo na Jamaica, usava cannabis ocasionalmente. Ele nunca teve problemas de doping com o Comitê Olímpico, mas ele deve saber como manter as coisas discretas. Hoje ele é o homem mais rápido do mundo. Se ele quiser agradecer à maconha por esse título, tudo bem…

Ele disse que vai ganhar o ouro nas três corridas em que compete. Há um ar de confiança que cerca Phelps e Bolt.

3- Ross Rebagliati

Esse não tem tanto reconhecimento quanto Phelps e Bolt, mas seu papel na reforma das leis olímpicas foi muito importante. Em 1998, Rebagliati ganhou a medalha de ouro em snowboarding nos jogos de inverno. Porém, depois de testar positivo pro THC, o comitê queria tirar sua medalha. Por sorte, o COI não havia colocado a cannabis na lista de substâncias proibidas AINDA, por isso não conseguiram cassar o título.

Pouco depois do ocorrido, o Comitê votou sim para colocar a cannabis na lista de substância banidas, onde ela ainda está, porém com novas regras, como falamos no início desse texto.

4- Nicholas Delpopolo

Nicholas é um judoca americano. Nos jogos Olímpicos de Londres, em 2012, ele testou positivo para THC e foi logo banido dos jogos. Ele afirmou que lhe foi dado algo de comer feito com cannabis e ele não sabia. Coincidência ou não, foi depois disso (em 2013) que aumentaram as quantidades toleradas.

Ele foi ouro em 2013 nos jogos Pan Americanos de Judo em San José.

5- Jamie Anderson

Essa é a única mulher nessa lista. Ela ganhou medalha de ouro em 2014 nos jogos de inverno.

Embora ela não tenha sido pega em teste antidoping, ela levou os repórteres a acreditar que é uma usuária de cannabis pois quando foi perguntada se já havia fumado maconha no teleférico ficou na dúvida, demorou a responder e não ligou por passar uma imagem, digamos, suspeita… sobre usar ou não a erva.

original em Herb



4 respostas para “5 atletas olímpicos que fumam Maconha e ganharam medalha de Ouro”

  1. RONALDO MACHADO DA SILVA disse:

    Esqueceram da Martina Grael…

  2. Warlen disse:

    Todo mundo fuma!!!

  3. Diogo disse:

    Mortadelas parasitas fucks ….

  4. Coxinhas_molóides_v_3 disse:

    Hoje no banheiro, criei algo semelhante ao senador Magno Malta, que, ao contrário do Phelps, afundou direto na água. Antes de acionar a descarga, o defecado senador proferiu alguns silogismos baratos contra a maconha, que não me convenceram nem um pouco. Logo pensei: entre um senador conservador, com cara de fezes, e um recordista olímpico, prefiro o Phelps. Depois dessa lombra, tal como o recordista da natação, fui dar umas bongadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *




Papelito
Banner Sedina